Português Inglês Espanhol

O Fundador e Atual Gestão

11 de março de 2016

 

Antônio Manoel Alves de Lima nasceu no dia 27 de junho de 1873, época do Brasil Império. Seu pai, Octaviano Augusto Alves de Lima, era um grande fazendeiro de São Paulo e foi o pioneiro da introdução do café brasileiro no exterior.

 

Antônio Manoel Alves de Lima - fundou a Fundação Julita em 1951

Antônio Manoel Alves de Lima – fundou a Fundação Julita em 1951

 

Dando continuidade ao legado do pai, em 1924, Antônio Manoel assumiu o cargo de presidente do Instituto Brasileiro de Café, órgão representativo dos produtores de café. Com o fim da República, na Era Vargas, assumiu a Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo. No ano 1967, com 94 anos de idade, tornou-se colaborador do jornal Diário de S.Paulo.

Após seis anos da morte de sua esposa, Antônio Manoel instituiu a Fundação Julita em sua homenagem.

Em 1969, faleceu aos 96 anos de idade.

 

 

quadro de julita copy

Julita, grande amor de Antonio Manoel, faleceu em 1945.

 

Uma história de amor fez surgir a Fundação Julita. A esposa falecida de Antônio Manoel, Julita Prado Alves de Lima, apareceu-lhe em sonho uma noite e pediu ao marido para construir uma escola na região mais ensolarada de suas terras. E assim o sonho se transformou em realidade…

 

 

escola-em-dois-periodos-e-duas-professoras---abril-de-1954-

 

 

 

Cronologia – Antônio Manoel Alves de Lima

 

1873Nasce no dia 27 de junho, em pleno Brasil Império, Antônio Manoel Alves de Lima, na cidade de Tietê, no estado de São Paulo. Filho de Octaviano Augusto Alves de Lima e Izabel de Arruda Alves de Lima. Seu pai foi fazendeiro e pioneiro na introdução do café brasileiro no exterior.

“Contemplando certo edifício em Buenos Aires, Olavo Bilac – então em viagem oficial á Argentina – exclamava em 1910: “Casa querida! Como tu lembras, aqui, no estrangeiro, todas as casas da minha vida”. Referia-se à sede do Café Paulista, empresa de comercialização fundada por Octaviano Alves de Lima na capital portenha. Notável propagandista, Alves de Lima conseguira aumentar o consumo do café brasileiro pelos argentinos, divulgando o slogan “Café Paulista (Brasil) – O melhor do mundo”. O café era o símbolo do Brasil no exterior.”

Fonte: historianet – a expansão do café no Brasil.

Este foi o momento que fazendeiros, políticos, jornalistas e intelectuais lançam o Manifesto Republicano, visando por fim a monarquia no Brasil.

 

1898 – Antônio Manoel casa-se com Julita Prado, que passa a assinar Julita Prado Alves de Lima.

Naquele mesmo ano, cria-se o cargo de Prefeito Municipal na cidade de São Paulo e seu primeiro titular foi o conselheiro Antônio da Silva Prado, tio de Julita.

 

1924 – Antônio Manoel assume a presidência do Instituto Brasileiro de Café, entidade criada para ser órgão representativo da classe dos produtores de café.

 

1931 – Antônio Manoel assume o cargo de Secretário da Agricultura do Estado de São Paulo.

 

1945 – Morre Julita Prado Alves de Lima

 

1951- Antônio Manoel constitui no dia 6 de dezembro a “Fundação Julita”. Em seu primeiro Estatuto a missão da organização era a construção de casas para abrigar famílias da zona rural e ser um espaço no qual elas pudessem morar, plantar e vender seus produtos de forma cooperada. Além disso, desejava oferecer às crianças assistência médica, educação, alimentação e orientação profissional.

 

 

1967 – Antônio Manoel torna-se colaborador do jornal “Diário de São Paulo”. 

 

1969 – Falece em São Paulo, aos 96 anos de idade.

 

PRESIDENTES DA FUNDAÇÃO JULITA

 

Até 1969 – Antônio Manoel Alves de Lima

1972 a 1993 – Maria Hecilda Campos Salgado

1993 a 2003 – Solange Pasqualle Neto de Mello Freire

2003 a 2010 – Lucien Bernard Mulder Belmonte

2010 a junho de 2015 – Renata Cattini Maluf Aguirre

2015 – Hélcio Alcides Nosé

 

 

 

ATUAL GESTÃO

 

DIRETORIA EXECUTIVA

Helcio Alcides Nosé – diretor presidente
Olavo Macedo – vice-presidente
Rodney Cardinali – diretor financeiro
Alexandre Rabboni – diretor secretário

 

CONSELHO CURADOR

Antonio Manoel Alves de Lima
Adriana Miguel Ventura
Daniela Montingelli Villela
Flavia Regina de Souza
Jorg Henning Dornbusch
Luis Gustavo Dalla Vairo
Patricia Lemgruber Pereira Braga
Renata Cattini Maluf
Simone Alonso

 

CONSELHO FISCAL

Caio Medeiros de Carvalho
Carlos Eduardo Toro
Graziela Moreti