Português Inglês Espanhol

Projeto incentiva a prática esportiva na comunidade

8 de fevereiro de 2018

 

Em parceria com a Fundación Mapfre, o projeto “Comunidade em Movimento” prevê a formação do jovem para atuar como monitor esportivo em prol da comunidade

 

O slogan da Fundação Julita é “Empoderar para Transformar”. Seguindo esta diretriz nasceu o Projeto “Comunidade em Movimento”, que, em parceria com a Fundación Mapfre, irá beneficiar 1.300 crianças, adolescentes, jovens e idosos da comunidade do Jardim São Luís e bairros vizinhos por meio de ações esportivas realizadas pelos jovens que participam do curso “Jovens Monitores em Esporte” da Julita.

O projeto teve início com a seleção de 10 jovens que irão desenvolver atividades esportivas para a comunidade, como explica Carlos Costa, coordenador do Centro de Educação pelo Esporte da Fundação Julita.

“Esses jovens são agentes de transformação e as atividades desenvolvidas por eles vão beneficiar 1.300 pessoas que participam dos projetos sociais da Fundação Julita. Entre as atividades que serão desenvolvidas pelos ‘jovens monitores’ estão: organização de espaços, condução de crianças e idosos; realização de eventos como as Colônias de Férias, Gincana com Idosos e projetos de pesquisa e intervenção, onde serão estimulados a perceber necessidades dos programas da organização para estudá-los, preparar intervenções, realizá-las e avaliá-las.
Todo esse processo será supervisionado pelos  educadores e coordenação do Centro de Educação pelo Esporte da Fundação Julita”
, completa Carlos.
Bolsa-auxílio para ajudar no acesso à universidade
Em contrapartida, os jovens receberão uma bolsa-auxílio como incentivo a acessarem a universidade de Educação Física, assim fortalecendo a atuação deles no projeto e na comunidade. Para muitos, essa é a grande oportunidade de ingressarem no ensino superior.

“Mesmo com planos de cursarem a Faculdade, os jovens beneficiados pela organização tinham a barreira econômica como empecilho. Então, traçamos o ‘Comunidade em Movimento’ para promover a transformação em suas vidas e, consequentemente, de suas famílias e da comunidade”, enfatiza Carlos Costa.
Superando desafios
Em termos práticos, ainda em 2017 foi dado o início para a seleção das bolsas. Muitos jovens se interessaram pela iniciativa e participaram do processo seletivo, que teve como critérios de avaliação: o jovem ter o ensino médio concluído ou finalizar o ensino médio naquele ano, além de ter como projeto de vida o estudo superior em Educação Física.

Após essa triagem, houve uma pré-seleção com a participação de 20 jovens, que realizaram teste psicológico, dinâmicas em grupo e entrevistas junto aos seus familiares.

“Escolher 10 jovens entre os pré-selecionados foi uma tarefa muito difícil! Porém, foi preciso implantar um processo seletivo devido ao limite de vagas. Durante a seleção, os jovens se empenharam e se classificaram de acordo com suas próprias respostas”, analisa Regiany Pereira, educadora do curso “Jovens Monitores em Esporte”.
Como esse projeto vai impactar suas vidas?
Fizemos esta pergunta aos jovens que foram selecionados para participar do “Comunidade em Movimento”; leia alguns depoimentos:

 

“Mais importante do que a bolsa é o Projeto ‘Comunidade em Movimento’ e o contato que teremos na área. É uma melhoria para a comunidade e como isso é importante porque a gente vive aqui e entende a realidade”. Hortência Costa, 22 anos.

 

“Estou na Julita há 8 anos, estudo com a minha irmã e nós dois vamos começar a Faculdade juntos. Tudo isso é muito precioso! Por questões financeiras, nós não iríamos conseguir entrar na faculdade, agora seremos os primeiros da família a ingressar na universidade”. Bruno Cunha, 19 anos.

 

“Eu terminei o ensino médio ano passado e já vou começar a Faculdade, junto com o Bruno, que é meu irmão. Quero estagiar na Julita e pretendo continuar aqui”. Talita Cunha, 17 anos.

 

“Estou há 10 anos na Julita. Cheguei a entrar na Faculdade em 2015, mas tive que parar. Ano passado tentei de novo cursar e não consegui. Então, quando surgiu essa oportunidade do projeto, eu fiquei muito feliz e pensei: ‘agora chegou a minha hora’! Esse projeto chegou no momento certo! Neste ano vou começar a estudar”. Jemerson Araújo, 22 anos.

 

“Estou muito feliz! Sempre quis fazer Educação Física. Minha família está muito feliz, minha mãe está radiante, eles confiam muito em mim”. Vinicius Souza, 17 anos.

 

“Ganhar a bolsa-auxílio foi incrível! Eu sempre quis fazer Educação Física. A minha família está muito feliz!”. Carolyne Silva,19 anos.

 

“Ser selecionado foi demais! Desde criança eu sempre gostei da área de esporte. Minha mãe me incentivou a estudar e a seguir pelo caminho certo e estamos todos felizes”.Rick Silva, 19 anos.

 

“Tudo foi muito extraordinário! No processo seletivo, quando eu ganhei, foi um alívio e motivo de felicidade! Não esperava que fosse entrar na faculdade e agora é uma realidade!”  Karine Martins, 18 anos.

 

Jovens Monitores em Esporte

Desde 2012 a Fundação Julita em parceria com a Fundação Prada desenvolve o projeto “Jovens Monitores em Esporte”, sendo uma iniciativa pioneira na área da qualificação profissional voltada para o esporte, que atua baseada no esporte educacional, trazendo a possibilidade para os educandos da Fundação Julita de se tornarem um educador. A Fundação Julita, por atuar em uma comunidade com população de aproximadamente 290 mil pessoas, aposta em processos educacionais que valorizam a multiplicação, visando fortalecer o empreendedorismo social de grande impacto.