Português Inglês Espanhol

Fundação apresenta metodologia em Congresso Mundial

19 de setembro de 2018

FUNDAÇÃO JULITA APRESENTA METODOLOGIA EM CONGRESSO MUNDIAL

Iniciado em 2012, o projeto Jovens Monitores em Esporte é uma metodologia referência da Fundação Julita. Em agosto, o projeto foi apresentado como relato de experiência no Congresso Mundial de Lazer 2018, realizado neste ano no Brasil, no Sesc Pinheiros (São Paulo-SP).

Carlos Costa conduzindo a apresentação.

Assistida por mais de 40 pessoas, a apresentação contou a história do projeto e da formação que capacita jovens monitores em esporte, que, por sua vez, realizam intervenções na comunidade em que vivem, como atividades de Colônia de Férias para crianças de 1 a 14 anos. De acordo com Carlos Costa, consultor do Centro de Educação pelo Esporte, o jovem que participa do curso Jovens Monitores promove a garantia do acesso ao lazer para a comunidade. “Essa é uma grande necessidade das regiões de periferia, que têm ainda menos acesso a áreas de lazer e suas possibilidades”, conta Carlos.

O projeto Jovens Monitores em Esporte, da Fundação Julita, foi apresentado na sessão “Lazer e Desenvolvimento Social e Comunitário” do Congresso Mundial de Lazer. Além da Fundação Julita, seis trabalhos foram apresentados na sessão, de vários lugares como Uruguai, Costa Rica e do Brasil (Belém, do Pará, e Bauru, interior de São Paulo).

Solução para as barreiras de acesso ao lazer

Uma das únicas organizações sociais a fazer parte do Congresso, a Fundação Julita valoriza a importância de divulgar seu trabalho e suas metodologias, que, no caso do Jovens Monitores, traz uma solução para problemáticas, como as barreiras ao acesso ao lazer, muito discutidas durante o Congresso.

O lazer é um direito previsto em Constituição, mas o acesso é restrito, seja por condições físicas, de gênero ou socioeconômicas. Na comunidade, prevalece, por exemplo, o futebol e há mais espaços para a prática de homens adultos.  A Fundação traz uma proposta plural, democrática e para várias faixas etárias, dos 0 aos 100 anos, com a formação e atuação de jovens monitores em esporte”, explica Regiany Maciel, supervisora do Centro de Educação pelo Esporte.

Regiany Maciel, supervisora do Centro de Educação pelo Esporte da Julita.

Além disso, o projeto orienta o jovem na construção de seu projeto de vida, incentivando-o a cursar a faculdade de Educação Física. “A Fundação potencializa e acredita na juventude. Nas comunidades, falta esse olhar para o acesso à universidade. De modo geral, o jovem é preparado mais para o mercado de trabalho e focamos na continuidade dos estudos, no acesso à universidade, para qualificar sua atuação no mundo do trabalho”, completa Regiany.

Congresso Mundial de Lazer

O Congresso Mundial de Lazer 2018 aconteceu entre 28 de agosto a 1 de setembro. O evento é realizado a cada ano em um país diferente, desta vez foi no Brasil. O congresso tratou do lazer nas mais variadas facetas, incluindo o lazer como turismo, economia, acessibilidade e suas barreiras. Saiba mais.