Português Inglês Espanhol

 

Com o objetivo de proporcionar melhores condições de acesso para o público interno da instituição, serão pavimentados mais de 1 mil m² da área externa da organização.

 

Neste mês, a Fundação Julita conquistou mais uma parceria muito importante para a qualidade e a ampliação do nosso atendimento. O projeto “Acessibilidade para um Futuro Melhor”  foi aprovado pela Fundação Salvador Arena. Com os recursos obtidos, a Fundação Julita adequará a pavimentação da área externa da organização; um passo fundamental rumo à acessibilidade total para o público alvo da instituição.

 

acessibilidade550

 

O objetivo do projeto aprovado é proporcionar melhores condições de acesso aos atendidos. A pavimentação eliminará barreiras no solo, como desníveis e fissuras, que poderiam ser risco de queda ou um entrave para a mobilidade.

Será pavimentada uma área de 1.722 m2 com piso intertravado; um piso considerado ecologicamente correto porque permite a absorção de parte da água da chuva.

O prazo previsto para execução da obra é de três meses.

 

Amanda Oliveira Ribeiro é cadeirante e chegou à creche da Fundação Julita com 2 anos, tinha muita dificuldade em  aceitar as pessoas. Depois do trabalho da Fundação Julita, passou a se comunicar muito bem e seus pais viraram referência na APAE; são indicados para conversar com famílias que têm receio de colocar seus filhos em creches tradicionais. Hoje, Amanda tem 5 anos e é educanda do Projeto Ipezinho; ela já consegue se locomover com a ajuda de uma andador, no entanto, seu trajeto pela Fundação será facilitado (e muito!) com este projeto, em parceria com a Fundação Salvador Arena.

Amanda Oliveira Ribeiro é cadeirante e chegou à creche da Fundação Julita com 2 anos, tinha muita dificuldade em aceitar as pessoas. Depois do trabalho da Fundação Julita, passou a se comunicar muito bem e seus pais viraram referência na APAE; são indicados para conversar com famílias que têm receio de colocar seus filhos em creches tradicionais. Hoje, Amanda tem 5 anos e é educanda do Projeto Ipezinho; ela já consegue se locomover com a ajuda de uma andador, no entanto, seu trajeto pela Fundação será facilitado (e muito!) com este projeto, em parceria com a Fundação Salvador Arena.

 

 

PROJETO ACESSIBILIDADE TOTAL

 

O projeto de acessibilidade da Fundação Julita teve início em 2012, a partir de um estudo técnico realizado pela Duca Arquitetura e Acessibilidade Ltda., empresa especializada no setor, que apresentou as adaptações a serem feitas de acordo com a legislação vigente para a acessibilidade universal. O estudo mostrou a necessidade prévia de pavimentação do solo. Em julho de 2012, foi realizada a primeira etapa da obra, com recursos da Fundação Elijass Gliksmanis, que possibilitou a pavimentação de 390 m2 lineares de parte da área externa da organização; o percurso do parque até a Fazendinha.

 

Clique sobre a imagem para visualiza-la melhor.

 

Após o término da segunda etapa da obra, planejamos viabilizar a “Acessibilidade Total” das nossas estruturas externas, que incluem a colocação de rampas de acesso, corrimões, ajustes de banheiros e portas etc. Este projeto parte da nossa política de acolher a diversidade e da constatação da falta de opções para deficientes na região. Com isso, pretendemos democratizar o acesso aos serviços e ao espaço da Fundação Julita.